Beata Alexandrina Maria da Costa é uma santa protetora muito especial, sendo comemorada no dia 13 de outubro. Ela nasceu em Balasar, uma pequena cidade no norte de Portugal, em 30 de março de 1904. Desde muito jovem, demonstrou um grande amor por Deus e uma devoção profunda à Virgem Maria. Aos 14 anos, sofreu uma queda que a deixou paralisada, mas isso não a impediu de continuar sua vida de oração e devoção. Durante 30 anos, Alexandrina viveu em estado de mística e sofreu muito pelas almas. Ela é considerada uma das grandes místicas do século XX e foi beatificada pelo Papa João Paulo II em 2004. Hoje, ela é venerada como santa protetora do dia 13 de outubro e muitos fiéis a ela recorrem em momentos de dificuldade e aflição. Seu exemplo de fé e devoção continua a inspirar muitas pessoas ao redor do mundo.

A incrível vida de Beata Alexandrina Maria da Costa: De vítima de violência à serva de Deus

A Beata Alexandrina Maria da Costa é uma santa protetora do dia 13 de outubro. Ela nasceu em 30 de março de 1904 em Portugal e faleceu em 13 de outubro de 1955. Sua vida é uma história de superação e dedicação à fé.

Alexandrina sofreu violência sexual quando tinha apenas 14 anos. Como resultado, ela ficou paralisada da cintura para baixo e passou o resto da sua vida em uma cadeira de rodas. Ela ofereceu sua dor a Deus e se tornou uma mística, tendo visões e experiências místicas ao longo de sua vida.

Em 1938, Alexandrina fez um voto de oferecer sua vida como vítima pelas almas. Ela sofreu muito em sua condição física e ofereceu tudo em união com Jesus Cristo pela salvação dos pecadores. Ela passou muitas horas em oração e se tornou uma inspiração para muitas pessoas que a conheciam.

Em 1942, ela foi agraciada com o dom dos estigmas, as feridas de Cristo em suas mãos, pés e lado. Ela escondeu essas feridas por muitos anos, mas depois disso, elas se tornaram visíveis e causaram grande admiração.

Alexandrina morreu em 13 de outubro de 1955, aos 51 anos de idade. Ela foi beatificada em 25 de abril de 2004 pelo Papa João Paulo II, que a chamou de “vítima e apóstola da Eucaristia”.

Desvendando a devoção à Santa Protetora do Dia 13 de Outubro: História e Significado

A Beata Alexandrina Maria da Costa é a Santa Protetora do Dia 13 de Outubro. Sua devoção é muito grande entre os católicos portugueses e brasileiros, mas muitas pessoas não conhecem sua história e o significado de sua devoção.

Alexandrina nasceu em Balasar, Portugal, em 1904. Desde jovem, ela já tinha uma vida dedicada à religião e à oração. Em 1918, aos 14 anos, ela sofreu um acidente que a deixou paralítica. A partir desse momento, ela decidiu oferecer sua vida a Deus e se tornar um exemplo de amor e devoção.

Apesar de sua doença, Alexandrina continuou a receber visitas de pessoas que buscavam sua ajuda e suas orações. Ela se tornou conhecida por seus milagres e pela sua capacidade de curar e confortar as pessoas que sofriam.

Alexandrina faleceu em 1955, aos 51 anos, mas sua devoção continua até hoje. Ela foi beatificada em 2004 pelo Papa João Paulo II.