Um jovem desenvolveu um bastão com GPS que tem como objetivo ajudar pessoas com deficiência visual. Com essa tecnologia, essas pessoas poderão se locomover com mais segurança e confiança, pois o bastão indicará a direção correta para o caminho desejado. Esse avanço tecnológico é uma grande conquista para a inclusão social e para a independência dessas pessoas, que agora poderão ter mais autonomia em suas atividades diárias. O bastão com GPS é um exemplo de como a tecnologia pode ser usada para melhorar a vida das pessoas e tornar o mundo um lugar mais acessível e igualitário.

Bastão inteligente: a tecnologia que revoluciona a locomoção de deficientes visuais

Um jovem brasileiro desenvolveu um bastão inteligente para ajudar pessoas com deficiência visual a se locomoverem com mais segurança e autonomia. O dispositivo conta com GPS, sensores e alertas sonoros para indicar obstáculos no caminho.

O bastão foi criado por Pedro Luiz Pizzigatti Corrêa, estudante de engenharia elétrica na Universidade de São Paulo. Ele teve a ideia ao presenciar a dificuldade de um amigo cego para se deslocar na universidade.

O bastão inteligente é equipado com um sensor ultrassônico que detecta obstáculos a uma distância de até quatro metros. Quando um obstáculo é detectado, o usuário recebe um alerta sonoro para evitar a colisão. Além disso, o GPS integrado ao dispositivo ajuda o usuário a se orientar e traçar rotas mais seguras.

O bastão ainda está em fase de testes, mas já despertou o interesse de empresas e instituições que trabalham com tecnologia assistiva. Pedro Luiz pretende continuar aprimorando o dispositivo para torná-lo mais acessível e eficiente para as pessoas com deficiência visual.

Jovem inova com tecnologia inclusiva: dispositivo auxilia cegos no dia a dia

Um jovem brasileiro desenvolveu um bastão com GPS para auxiliar pessoas com deficiência visual no dia a dia. O dispositivo criado por Matheus Gonçalves, de 18 anos, é capaz de detectar obstáculos e indicar a direção correta para o usuário.

O bastão inteligente, chamado de “Smart Cane”, usa um sistema de sensores ultrassônicos e GPS para criar uma rota segura para o usuário. Além disso, o dispositivo é equipado com uma bússola e uma bateria recarregável.

O objetivo de Gonçalves é oferecer uma solução acessível para pessoas com deficiência visual, que muitas vezes dependem de outras pessoas para se locomover. “Com o Smart Cane, o usuário ganha mais independência e segurança”, afirma o jovem inventor.

O dispositivo ainda está em fase de teste, mas já despertou o interesse de instituições que trabalham com pessoas com deficiência visual. Gonçalves pretende continuar aprimorando a tecnologia e torná-la acessível a todos os que precisam.

GPS integrado em bastões: a tecnologi