Ato de contrição

Ato de contrição
Escrito por Paulo Rodrigues

Quem teve a oportunidade de participar da catequese ou grupos católicos já deve ter aprendido ao menos o essencial sobre o ato de contrição. No entanto, com a correria do dia a dia, acabamos deixando isso um pouco de lado.

É sempre bom relembrar das nossas orações antigas, principalmente se aprendemos isso na nossa infância. Orar é o ato mais poderoso já descoberto pelo homem, pode mudar todo o cenário de sua vida do dia para a noite.

Não importa se você é um perito ou um leigo no ato de contrição, basta que você leia a este artigo com toda a atenção e faça exatamente o que for dito aqui.

O que é o ato de contrição?

Essa é uma reza muito poderosa, muito praticada pela grande maioria dos fieis em algum momento da vida. Se você nunca a fez, não é tarde para se fazer.

O ato de contrição não é uma confissão mas é quase como se fosse. É algo para se livrar do peso dos seus pecados, daquilo que passou e daquilo te fez mal.

A parte mais importante dessa reza é que Deus quer o nosso arrependimento e é justamente para isso que ela serve, para que nós possamos enxergar com mais clareza o que temos feito de errado e nos dar a oportunidade de deixar isso para trás.

Esta oração é a maneira mais pura de assumir que nós somos verdadeiros pecadores, assumir que temos muitos erros mas que estamos dispostos a mudar. É a reza perfeita para quem quer mudar de vida de uma vez por todas.

Se você tem passado por situações onde a culpa invade e você simplesmente não sabe mais o que fazer, então talvez essa seja a hora de fazer a contrição e se livrar de vez de tudo o que tem afligido a sua alma.

Veja também: Oração de proteção

Ato de contrição pequeno

Se você quer fazer esta oração mas não tem segurança total para isso, ou não tem tempo suficiente, faça o menor deles, que funciona da mesma maneira e traz o mesmo sucesso.

Não ache que por ser menor ele será menos efetivo; ao fazer você logo poderá sentir uma sensação de alívio que envolverá a sua alma e posteriormente a sua vida.

“Meu Deus, eu me arrependo de todo o coração por lhe ter ofendido, pois o Senhor é tão bom e amável. Prometo pela força da tua graça, dar o meu melhor. Misericórdia, Jesus Cristo!”

Enquanto ora, vá recordando os seus últimos pecados. Faça isso de coração, de nada adianta dizer da boca para fora e continuar pecando da mesma maneira, se arrependa genuinamente para que receba o perdão, assim diz o Senhor.

Veja Também a oração Ho’oponopono para se perdoar

Ato de contrição tradicional

Assim como temos a menor versão, temos também a mais tradicional que, por sua vez, também acaba sendo a favorita das pessoas. 

Tendo tempo e disposição, opte por fazer a tradicional, não porque a anterior é menos poderosa, mais porque essa é mais longa e você pode manter a sua comunhão estável por um pouco mais de tempo.

Essa é indicada de se fazer com um padre, você pode se dirigir até a igreja em um dia de confissão, ou pedir ao padre que visite a sua casa. Ambas as ideias são muito boas.

O ato original é o seguinte:

“Meu Deus, porque sois infinitamente bom, eu Vos amo de todo o meu coração. Bendito seja, pesa-me ter-Vos ofendido e, com o auxílio da Vossa divina graça, proponho firmemente emendar-me e nunca mais Vos tornar a ofender; peço e espero o perdão das minhas culpas, pela sua infinita misericórdia, Amém!”

Esse é o ato mais usado, mais apreciado por todos os seguidores de Jesus. É uma boa maneira de ficar mais em paz com os nossos próprios pecados, mesmo que seja impossível garantir que isso não torne a acontecer.

A verdade é que, desde que nos arrependamos de tudo, o Senhor enxerga os nossos esforços e nos dá todo o seu perdão.

Se você sentir que deve dizer mais algo durante a oração, sinta-se à vontade. A oração escrita acima serve somente para lhe dar um norte, você deve fazer isso de todo o coração. Se quiser, confesse os seus pecados em voz alta diante de Deus.

Fazer esse tipo de coisa é muito importante, não só porque precisamos estar cientes dos nossos erros, mas porque precisamos nos arrepender por cada um deles.

Ato de contrição curto para confissão

Este ato é exatamente igual ao menor, presente no início do post, o que muda é o seu intuito. O primeiro seria para orar sozinho, o seguinte é mais indicado para se orar durante a confissão.

Nessas coordenadas, te direi para pedir ao padre um minuto para que faça a sua contrição, ele não negará. Você pode até pedir para que ele te acompanhe.

“Meu Deus, eu me arrependo de todo o coração por lhe ter ofendido, pois o Senhor é tão bom e amável. Prometo pela força da tua graça, dar o meu melhor. Misericórdia, Jesus Cristo!”

Escolha o que melhor cabe em sua vida e em sua rotina, é importante que isso saia como o esperado. Faça de todo o coração e será perdoado, é assim que Deus nos diz em sua imensa bondade.

Deixe ir embora a culpa e o pesar; Deus não nos quer tristes. Tenha em mente que a nossa vida é cercada de pecados e, todo dia cometemos um diferente do outro.

Fique em paz com os seus erros e acertos, apenas arrependa-se e siga o seu caminho de fazer o bem. Fique o Ato de contrição, com Deus e com o seu imenso perdão!

Sobre o autor

Paulo Rodrigues

Apaixonado pelo mundo místico e o místério das simpatias. Mestre de Reiki e pesquisador ativo em paranormalidades. Com o propósito de ajudar as pessoas na busca do autoconhecimento.

* Saiba como escrever para o site, envie um email para: [email protected]

Deixe um comentário